Inventário rotativo: o que é e para que serve?

By | 8 de janeiro de 2014

Entender o estoque de uma empresa é fundamental para diminuir custos e aumentar a lucratividade. Atualmente, os estoques representam entre 25% e 40% do dos custos totais das empresas, destacando-se como setores essenciais de um negócio. De fato, não há como negar a importância de se dar atenção a esta área da organização.

Já ouviu falar no termo “Inventário Rotativo”? Neste post, vamos explorar um pouco mais sobre o conceito. Confira!

O que é Inventário Rotativo?

Inventário Rotativo ou Inventário Físico é um processo de recontagem física e contínua de todo o estoque. Este processo exige que o estoque seja contado em uma frequência pré-determinada (diária, semanal, mensal), sendo assim organizada em períodos cíclicos que acontecerão de acordo com a demanda de cada negócio.

Para que serve o Inventário Rotativo?

O Inventário Rotativo tem um objetivo simples: aumentar a precisão dos estoques. Quando se realiza uma recontagem programada e cíclica, fica mais fácil comparar as saídas do estoque contábil com o estoque físico. Desta forma, o inventário (que para muitas companhias é um motivo de preocupação) torna-se mais um aliado na contabilidade da empresa.

Além disso, o processo de Inventário Rotativo consegue identificar e resolver, de forma sistemática e eficaz, problemas como avarias nos itens estocados, produtos impróprios para conservação e danificações. As empresas, assim, diminuem o volume de produtos a serem descartados e também conseguem prever com maior precisão se a quantidade de matéria-prima disponível atende às necessidades produtivas.

O Inventário Rotativo permite ainda que os artigos do estoque sejam contados de forma independente: neste sentido, itens que possuem maior rotatividade são contados em um intervalo de tempo menor, enquanto aqueles que possuem menor rotatividade passam pelo processo de contagem em intervalos maiores.

Como funciona o Inventário Rotativo na prática e quais as suas vantagens?

Em um Inventário Rotativo, uma pequena porção do estoque é escolhida para ser contada periodicamente. Esta seleção pode ser randômica ou semi-randômica, e à medida em que os erros são encontrados, eles vão sendo corrigidos. O Inventário Rotativo remove erros do sistema assim como um inventário anual, mas apresenta algumas vantagens importantes:

  • Ao aplicar este sistema, é possível ter uma precisão maior do estoque, já que os erros são removidos mais rapidamente do que são introduzidos;

  • O Inventário Rotativo custa menos para a empresa, já que é feito de maneira rotineira do trabalho e da operação;

  • Como não é necessário parar todo o estoque, apenas uma seção, os resultados são obtidos de forma rápida.

Onde o Inventário Rotativo pode dar errado?

O processo de Inventário Rotativo nem sempre é perfeito. Alguma coisa pode sair errada, gerando custos e esforços desnecessários. Desta maneira, torna-se importante estar atento para evitar alguns pontos que podem comprometer o resultado ideal:

Treinamento inadequado

Os profissionais responsáveis por realizar este trabalho devem estar bem treinados, preparados para operar o sistema e conhecer todos passos a serem realizados.

Ignorar a prevenção de erros

Como prevenir erros é melhor que corrigí-los, é muito importante que um programa de prevenção esteja alinhado aos resultados do inventário.

Equipe insuficiente

Subestimar o esforço dispendido pela sua equipe para realizar esta tarefa pode gerar pressa na contagem, o que reflete em erros desnecessários.

O maior desafio das empresas de varejo e bens de consumo em geral é atingir um patamar de qualidade no controle de seu estoque.  Por isso, é tão importante o entendimento e a aplicação de processos de controle e manutenção do inventário. E você, gostou das informações? Já aplicava o método do Inventário Rotativo na sua empresa? Compartilhe suas opiniões e experiências conosco nos comentários!

 

banner materiais educativos